Portuário divulga os benefícios da arte de reciclar

A reportagem abaixo foi destaque no canal de notícias portuárias, Porto Gente, de 05 de maio de 2009.

A mídia tem dado destaque para a preservação da Amazônia e os cuidados que as autoridades precisam ter com as florestas, cada vez mais ameaçadas. Só que você já parou para fazer a sua parte e ajudar a virar o jogo? Foi pensando desta forma que o portuário Ricardo Godoy dos Santos criou o personagem Reciclildo da Paz. Fantasiando-se com materiais reciclados, o funcionário da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) conscientiza crianças do litoral paranaense e não dá bola nem para a falta de apoio financeiro ao seu voluntariado.

Na verdade, nada desanima este portuário de 46 anos. O maior exemplo
de que ser bom não tem preço vem da própria casa. Ricardo é filho de Daisy Godoy, também funcionária da Appa e que estrelou este nobre espaço do PortoGente em março de 2008. Assistente administrativo no Porto de Paranaguá, o Voluntário do Mês trabalha em turnos de seis horas. Nos momentos de folga, divide-se em serviços como advogado e relações públicas, duas áreas nas quais possui diploma de Nível Superior. No meio disso tudo, ainda há espaço para o Reciclildo da Paz.

“Sempre gostei do voluntariado porque acompanhei minha mãe desde pequeno. Aprendi que não tem preço você ser bom com o próximo. E faço minha parte do jeito que entendi ser o mais correto. Vejo que pouca gente dá a real importância ao meio ambiente. Bolei em casa este personagem, os mais chegados adoraram a ideia e fui em frente. Em uma região portuária, é fundamental que os adultos de amanhã saibam o que pode ou não ser feito em se tratando de reciclagem. Se Deus me ajudar, conseguirei ampliar este projeto”, acredita Ricardo.
O portuário pode não ter dinheiro suficiente para viabilizar seus sonhos, mas eles estão prontinhos na mente. O desejo dele é ter dinheiro para bancar a ampliação da família de Reciclildo, que ganharia a esposa Reciclilda e o filho Reciclado. Gravar as dicas de preservação e cuidados e transformá-las em vídeos ou gibis não é uma possibilidade descartada. Enquanto a fama não chega, Ricardo trabalha forte para reforçar a imagem positiva de seu personagem entre as crianças. Visitas às escolas municipais de Paranaguá são frequentes e no, último verão, houve o maior desafio.

"Reciclido da Paz se apresenta para dezenas de crianças “

Recebi convite da Secretaria do Meio Ambiente do Paraná para desenvolver na praia pequeninas peças de teatro. O objetivo era conscientizar o turista e até o morador daqui sobre a importância de mantermos a praia limpa, não levarmos animais à faixa de areia e contribuirmos para a preservação do meio ambiente. Deu certo e fiquei superanimado. Sempre acreditei que as campanhas publicitárias e de conscientização dão certo. Sei que minha parcela de contribuição é pequena, mas espero estar ajudando a preservação do planeta”, diz, abusando da humildade.


Ricardo Godoy ajuda a mãe a cuidar da ONG Very Good. Na entidade, comanda aos sábados o Ecoteatro, em que reforça as dicas e cuidados que cada um pode ter ao descartar um lixo, por exemplo. No Natal, uma apresentação similar foi conferida por mais de 3 mil crianças. “O meio ambiente agradece a atenção de todos. Espero que meu trabalho voluntário sirva de exemplo para outros portuários do Brasil”. Quem quiser ajudar Ricardo a ampliar os trabalhos com o Reciclildo da Paz deve entrar em contato pelo ricardogodoysantos@hotmail.com ou pelo (41) 9978-3778.

Fonte: Porto Gente

Um comentário:

Eduardo disse...

meu muito maça o prjeto de voceis

1º EcoTeatro do Brasil